nepUL Seminar: 4 december 2018

December 4, 2018

Bernardo Santos, 17H, na Sala Anexa ao Departamento (Filosofia), FLUL

Ontologia Social e a Expressão Política do Bem comum
Resumo: No campo da ontologia social, o debate sobre qual a explicação última dos fenómenos sociais (instituições, sistemas, etc.) divide-se essencialmente em duas posições: o individualismo metodológico (ou atomismo) e o holismo metodológico (ou simplesmente holismo). Embora cada uma destas teses esteja associada a um conjunto de posições no debate normativo entre posições individualistas ou coletivistas, não há uma relação de implicação estrita entre a posição que se toma no debate ontológico e a posição que se toma no debate normativo. No entanto, de cada uma destas posições segue-se uma noção distinta de o que é um bem social: segundo o atomismo este consiste numa soma de bens individuais e segundo o holismo este é um bem comum, na medida em que é indivisível. Num primeiro momento serão apresentados alguns argumentos a favor do holismo metodológico, e será explorada a forma como esta tese ontológica implica uma certa conceção de bem comum. De seguida, e após uma análise das propriedades deste conceito e de uma aproximação a alguma ideias de Rousseau, será explorada qual deve ser a sua expressão política.