HPhil Seminar: 22 March 2017

March 22, 2017 6:00pm

22 March 2017, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Sala Matos Romão

A Terceira Crítica Kantiana: Desafios da Tradução

Fernando Costa Mattos (Universidade Federal do ABC)

 

A partir do trabalho realizado na tradução da Crítica da Faculdade de Julgar (Kritik der Urtheilskraft), versão publicada pela Editora Vozes ano passado no Brasil, pretendemos apontar e comentar as principais dificuldades enfrentadas, relativas a termos polêmicos como, entre outros, Urteilskraft, presente no próprio título da obra e por nós traduzido como “faculdade de julgar”; Beurteilung, Beurteilungsverögen (“julgamento”, “faculdade de julgamento”); Einsicht (“compreensão”); Endzweck (“fim derradeiro”); letztes Zweck (“fim último”); Mannigfaltigkeit (“diversidade”); Wirklichkeit (“realidade”); Zweckmässigkeit (“finalidade”). Já havíamos deparado com a maior parte desses termos na tradução da Crítica da Razão Pura (Vozes, 2012), mas alguns deles, notadamente Urteilskraft, Endzweck e Zweckmässigkeit, assumem outra dimensão na terceira Crítica, merecendo um tratamento mais cuidadoso e por vezes diferenciado.

CartazHPhil_22março2017-page-001